29/09/2008

Vindimas



Este sábado fui matar saudades das vindimas...

Pode parecer estranho ter saudades da vindima mas a memória que guardo é da vindima enquanto era pequeno. Era o dia em que vestiamos roupa para sujar, comíamos torricado, tomávamos banho no tanque e fazíamos a anual guerra de figos. Enquanto não tive idade para me ser exigido um trabalho em quantidade e qualidade condigno com o meu estatuto foi uma festa.

Este sábado, a convite de uns amigos fomos ajudar a vindimar a preparar o vinho da colheita de 2008.

Nunca tinha feito vinho e deu para perceber o fascinio desta arte quase alquimista.

Bem hajam vocês pelo belo sábado passado em convivio.

1 comentário:

Eu mesma disse...

Pois a vindima e a arte de fazer um bom vinho não deixam de ser actividades fascinantes. Eu quando posso, lá vou dar tambem uma ajuda a amigos.
Um local fantástico para passear nesta altura é o Douro Vinhateiro. FIca verdadeiramente uma paisagem dos deuses.
Um abraço e espero que não estejas muito cansado das costas
Eu