02/06/2008

Eco-lógico

No infantário onde anda o Gaspar a educação ambiental, para além do resto é uma tónica constante. De tal modo que são promovidos, com frequência, encontros com os pais de modo a que a educação não seja só para os filhos.

A última vez que nos encontrámos por lá o tema foi o ambiente. Entre vários exercícios ficaram dois trabalhos para casa muito interessantes que consistiram numa auditoria ambiental à nossa própria casa (com a ajuda de um inquérito da Proteste) e num exercício pessoal. Este exercício pessoal consiste na tarefa simples de, até ao próximo encontro que se realizará dentro de um mês, todos mudarem dois hábitos, do ponto de vista ambiental.

Aqui ficam alguns hábitos que têm mudado lá por casa e que, por pouco significado que tenham, já ajudam:

- deixámos de utilizar elevadores;
- enquanto esperamos que a água quente chegue à torneira da banheira enchemos um balde que utilizamos na rega das plantas ou na sanita;
- mudámos as lâmpadas que estão mais tempo acesas para baixo consumo;
- vamos às compras com os nossos próprios sacos;
- instalámos extensões com interruptores para desligar o stand-by de tudo o que é aparelho eléctrico;
- não pomos a fruta e legumes em sacos de plástico. As etiquetas do peso são coladas directamente na peça de fruta (claro que isto não funciona com morangos, cerejas e frutos do género);
- damos preferência na compra de produtos nacionais e de agricultura biológica;
- não vemos a TVI (por uma questão de principio) há mais de um ano.





7 comentários:

CAP CRÉUS disse...

Grande ideia essa do colégio do Gaspar!
Nós lá em casa, também mudámos as lâmpadas, não utilizamos os elevadores, evitamos ver a tvi, e não fica nada em stand by.
Arranjei agora sacos de papel, para ir às compras :-)

manamagana disse...

Nós usamos os nossos próprios sacos para ir às compras e reutilizamos os sacos transparentes da fruta para as próximas vezes (funciona bem se eles não tiverem etiqueta de preço, o que já acontece em muitos sítios); deixei de usar as escadas rolantes no metro e só uso elevadores se forem mais de 2 pisos para subir; vou para o trabalho de transportes públicos, a pé, ou, de vez em quando, de bicicleta; temos lâmpadas de baixo consumo praticamente em todo o lado mas especialmente nos candeeiros que ficam acesos mais tempo; temos tarifa bi-horária pelo que lavamos a roupa e a loiça apenas no horário da noite; também procuramos privilegiar a compra de produtos nacionais e biológicos.... mas ainda nos faltam muitos bons hábitos para fazer realmente a diferença.

susana

CAP CRÉUS disse...

E fazemos sempre a reciclagem, é verdade!

Anónimo disse...

qual é o problema da tvi?

zm disse...

Nessa da TVI bato-te aos pontos, mas a única relação que encontro com os outros itens da lista é evitar a poluição mental.
A minha TV não tem TVI desde que apareceu aquela coisa do Castelo Branco na recruta. Aquele jardim zoológico humano, mais a mais em Sintra, fez-me deixar de ter esse canal sintonizado. Desde então nunca mais vimos tal coisa.

Anónimo disse...

Também não vejo a TVI mas por uma questão de " poupança de neurónios " não vejo onde é que a Tvi se encaixa no contexto do post !!??

daniel disse...

Esclarecendo o porquê da TVI estar na lista de coisas que deixámos de fazer:

1 -Eu tive o cuidado de escrever "por uma questão de principio".

2 -A TVI é um atentado ambiental na medida em que polui a sociedade com o pior lixo intelectual do universo. Consome recursos essenciais para produzir trampa.

3 -O facto de não ver TVI diminui em 1/4 o consumo de energia televisiva lá em casa (não tenho tv cabo nem afins).