30/09/2008

Meio Homem

Dizem que para se ser um Homem à séria, com H grande é preciso:

 - fazer um filho (já fiz)
 - plantar uma árvore (já fiz)
 - escrever um livro (não fiz)
 - correr uma maratona (fiz a meia)

Das 4 coisas que são necessárias fiz 2,5. Será que já sou meio-homem???

A ver pelo empeno do corpo depois de correr os 21 km deste domingo já sou é meio-velho.

29/09/2008

Vindimas



Este sábado fui matar saudades das vindimas...

Pode parecer estranho ter saudades da vindima mas a memória que guardo é da vindima enquanto era pequeno. Era o dia em que vestiamos roupa para sujar, comíamos torricado, tomávamos banho no tanque e fazíamos a anual guerra de figos. Enquanto não tive idade para me ser exigido um trabalho em quantidade e qualidade condigno com o meu estatuto foi uma festa.

Este sábado, a convite de uns amigos fomos ajudar a vindimar a preparar o vinho da colheita de 2008.

Nunca tinha feito vinho e deu para perceber o fascinio desta arte quase alquimista.

Bem hajam vocês pelo belo sábado passado em convivio.

11/09/2008

A bomba atómica do séc. XXI

Foi precisamente há 7 anos.

Estava eu nos Açores quando assisti incrédulo a mais um filme de acção americano só que desta vez era verdade.


E o mundo mudou... muito.

10/09/2008

"Climbing permits" nos alpes??

Com esta notícia no site da Barrabes venho lançar a discussão sobre a segurança e a preservação do meio ambiente nas montanhas dos alpes.

De facto este ano quando subi ao Monte Branco dei de caras com um dos maiores perigos na montanha: o excesso de gente.

Inclusivé fui vítima de uma trolitada de um naco de gelo lançado pelos pés de quem escalava mais acima que me cortou o nariz.

Os longos períodos de espera para passar as zonas estreitas e inclinadas, os cruzamentos com mochila nas arestas afiadas, a quantidade de objectos lançados por quem caminha mais acima e uma grande falta civismo nos refúgios faz desta actividade uma actividade cada vez mais perigosa.

De facto o perigo não está nas montanhas, está no facto de os homens subirem às montanhas com o mesmo espírito com que andam cá em baixo.

Será que um dia também teremos que pagar para subir ao Monte Branco como se faz nos Himalaias???

Será isso bom ou mau...?

Música para a alma

Há músicas que ficam no ouvido e outras que ficam na alma.

Esta
fica pregada à alma.